A Evolução do SEO

2015.JAN

O mundo está constantemente em mudança gerando novas ideias e conceitos, ou aperfeiçoando os já existentes. O mesmo se passa com a internet, com o SEO e com tudo o que os procede, daí que o que tomamos como certo hoje amanhã pode já não o ser.
Desde sempre que os grandes marketers procuram estar sempre em cima de todos os acontecimentos, prevendo e antecipando os problemas futuros há medida que ajustam e adaptam as mudanças estratégicas. Assim sendo o SEO não é uma exceção à regra, existindo uma preocupação em acompanhar as velozes e instantâneas atualizações a que a web está sujeita, de modo a não escapar nenhum pormenor.

Para o ajudarmos a visualizar as mudanças que o SEO sofreu ao longo dos últimos anos iremos comparar o “antigo SEO” com o “novo SEO”, tendo por base quatros aspetos: o “mindset”, as palavras-chave, os conteúdos e o “link building”.

Relativamente ao “Mindset” do antigo SEO este era focado única e exclusivamente numa palavra-chave específica e singular e numa única página. Por sua vez, a sua versão evolutiva concentra-se mais sobre a forma como os indivíduos se envolvem com uma determinada marca, produto e ou serviço, onde se destacam os seguintes parâmetros: análise, criação de conteúdos, marketing de media social e pesquisa de palavras-chave.

Como referido anteriormente, no que diz respeito às palavras-chave estas eram focadas em palavras-chave singulares de onde resultava 70% do trafego de pesquisa. Com o progresso do SEO há uma crescente preocupação em avaliar o desempenho nos motores de pesquisa, utilizando como métodos a avaliação das necessidades do utilizador, o tempo direcionado numa pesquisa, bem como a intenção de procurar determinadas palavras.

A criação de conteúdo no antigo SEO era pensada unicamente para os motores de pesquisa, sem haver um cuidado e preocupação da sua qualidade e/ou relevância. Atualmente, a criação do mesmo é desenvolvida com o propósito de fornecer valores reais para o público, com um especial enfoque naqueles a quem pretendem chamar a atenção e conquistar.

O quarto e último aspeto refere-se ao “Link Building” (estratégias que tem como objetivo a construção de links externos que direcionam para um determinado site), onde existia a ideia formada de que se se construíssem backlinks spam estas iriam funcionar sempre aumentando a visibilidade nos motores de pesquisa e o trafego de um site. Contudo, ao limarem-se as arestas do SEO verificou-se que só isto não bastava, que é necessário que as backlinks tenham uma extrema qualidade para funcionar, e a base dessa qualidade situa-se na construção de uma “relação” entre elas.

O mundo está constantemente em mudança gerando novas ideias e conceitos, ou aperfeiçoando os já existentes. O mesmo se passa com a internet, com o SEO e com tudo o que os procede, daí que o que tomamos como certo hoje amanhã pode já não o ser. Acompanhe a par e passo as constantes evoluções e mudanças, não se deixando apanhar desprevenido, continuando assim a cultivar e a melhorar o seu negócio.

Fonte: HubSpot Blogs - The Evolution of SEO [Infographic]