Tendências em design de websites para 2014

2014.JAN

A internet está em permanente evolução não há dúvidas. Mas os utilizadores estão muito mais exigentes, os dispositivos de acessos, cada vez mais diferenciados, exigem que as técnicas de design de sites evoluam, respondendo melhor às novas necessidades.
Deixamos-lhe algumas tendências em webdesign para 2014, que poderá considerar no redesign do seu site.

Responsive design
Esta é uma tendência forte em que os sites são desenhados de raiz para serem apresentados em vários dispositivos com tamanhos e resoluções muito diferentes com funcionamento semelhante e sem perda de leitura na informação apresentada.
Tendo presente a forte tendência para a vulgarização da utilização de Tablets e smartphones, a adaptação de um site a diferentes dispositivos de acesso torna-se (quase) obrigatória, como forma de maximizar a experiência do utilizador independentemente do meio e local de acesso.


Cabeçalhos fixos
A grande tendência em 2014 para sites ricos em conteúdos é terem um cabeçalho fixo no topo da página, a que está associado um menu principal. Este elemento não desaparece com o scroll da página, tornando-se assim mais fácil a navegação entre páginas, uma vez que não é necessário voltar ao topo para aceder ao menu de topo.

Design só com uma página
Os websites normalmente só têm uma série de páginas acessíveis através de menus. A tendência em sites pequenos, com pouco conteúdo, é o afastamento desta solução para uma mais simples com apenas uma página que incorpora todos os conteúdos e imagens.
No entanto apesar desta tendência poder simplificar o website, não é a melhor ao nível de SEO uma vez que só tem um URL e condensa numa só página todos os "temas" do site. Também não será a melhor se o site tiver muitos conteúdos, podendo resultar numa página muito confusa.

Flat webdesign
Veja-se o windows 8, Facebook ou Gmail todos estão a optar pela simplicidade no webdesign e na interface com o utilizador. A tendência é tornar os sites mais simples, com menos "ruído de fundo". Elementos como gradientes pesados, sombras, elementos gráficos desnecessários, efeitos 3D ou imagens que não acrescentam valor estão a deixar de ser utilizados.
Em vez destes técnicos, dá-se primazia às linhas fortes, tipografia criativa e cores saturadas. Outro aspeto a considerar é o aumento do tamanho da letra, captando a atenção com a composição tipográfica e facilitando a sua leitura, em especial se se tiver em consideração a utilização dos dispositivos móveis.
Estas técnicas de design permitem maximizar as potencialidades do responsive design e melhorar o carregamento das páginas.

Sitepoint